umapausa

umapausa

segunda-feira, janeiro 25, 2010

me cansa

Como manda a rotina, cansei. De sentir falta de palavras, da querência de minha presença, das indagações sobre meu comportamento, de uma saudade que deveria ser sua. A secura da sua sombra não me atormenta, mas me irrita. E mais uma vez, me cansa.
Há uma enorme probabilidade de eu me cansar de estar cansada. Porque tudo que se repete demais, me cansa.

2 comentários:

Jéssica Neves disse...

Já eu não me canso de lê-la :*

Ivan Bueno disse...

Gostei, e fazia tempo que você não postava algum texto. Poste, ainda que cansada, pois é bom ler. Ah, e não deixe de ir lá no Empirismo Vernacular, ler, comentar. Eu, ao contrário, ando quase uma metralhadora de escrever, e isso são ciclos.
Gostei do seu texto, da estética, em especial da frase "da querência da minha presença". Muito bom! "De uma saudade que deveria ser sua" também é ótimo.

Escreva mais, que a secura das palavras passa e até ajuda a sucumbir com o cansaço.

Beijo,
Ivan.
www.eng-ivanbueno.blogspot.com