umapausa

umapausa

domingo, janeiro 23, 2011

eu (ainda) não consegui

porque vou seguindo essas linhas traçadas, opacas e tortas
porque sou usufruto de uma dose de destino mais um quê do acaso
porque lembrei-me do meu erro, mas já era tarde
porque de brinde tive um orgulho maior que eu mesma
e o orgulho despreza o arrependimento
porque, no fundo, gosto e me simpatizo com o masoquismo
e sei que errante já me guio por essa estrada
porque eu confesso minhas lágrimas e tenho olhar cabisbaixo
de uma humildade enfiada goela a baixo
porque o que prevalece ainda em mim é o orgulho
e agora, me diga, desistir?
me restam décimos, um, dois pontos
quando era mais cedo, eu deveria ter desistido
mas havia excesso de fé, força e juventude
agora, tão velha, tão cansada, tão impotente
não desisto pela lógica
falta tão pouco
e eu não sou de morrer na praia
não por vontade própria



Nenhum comentário: