umapausa

umapausa

segunda-feira, agosto 08, 2011

m.(pouco) josé

Porque nem calculo o tempo que perdi escrevendo pra você, por você, de você.
Nem calculo as lágrimas que derramei pra você, por você, de você.
Você é o pior dos meus amores ou você é o que eu mais amo.
O que mais maldigo, o que mais desprezo. O que mais odeio! E sinto saudades.
O que mais quero ver feliz e infeliz, rindo e chorando, falando e calado, cabisbaixo, depressivo. Completo!
Quero você refletindo da vida, olhando pro horizonte: os dois numa mesa e você me oferecendo suco de laranja sem gelo, falando " isso aqui é melhor que cerveja".
O nosso açaí. O nosso sorvete. As bostas das suas músicas tocando na bosta do seu carro.
Quero a contração do espaço, a devolução do tempo. Os abraços não dados, aninhados, os mais puros. Os olhos vermelhos quando se diz do passado. Quero histórias verídicas, malditas ou mentiras bem feitas.
Quero sua confusão, sua surpresa, seu delírio.
Do josé que arrebata uma inha, a dobra em bebê e faz chorar, como nenhum homem faz.
Do melhor josé que conheço, do pior josé que não tive.

2 comentários:

Guilherme Pietrobon disse...

Como sempre, arrebentando. Muito bom Luna, parabéns. Fodaralho.

Luna Jeannie disse...

obrigada, gui.