umapausa

umapausa

segunda-feira, setembro 12, 2011

pedido de casamento



-- (se entorta do alto patamar até cair de onde veio: o submundo.) Não sou adaptável ao mundo. Sonho porque não há mais nada aqui pra se tirar proveito. Já cansei de trajar projetos dos quais soco lá, minha vida. Minha vida é tudo isso. Sou esse nada que nem enxergo. As pessoas se amam e se mentem. Por que? não existe mais possibilidades de verdades? E existe essa porra de lealdade mesmo? Porque me enganaram. Me disseram que era pra honrar o amor e quem amo, cada um. Mas eu faço mesmo isso, acreditei na história de pura mitificação. Era conversa pra se jogar fora e eu guardei.  Meu Deus, por que?! Por que eu tenho que ser tão diferente? Botar absurdo em coisas tão rotineiras. Eu acreditei mesmo no amor.. (chora) por que?
Sabe que eu descobri, que Deus erra. Eu amo muito Deus, mesmo ele errando, mas ele erra. Ele errou em me parir nesse mundo. Ele errou porque não deveria ter me feito tão verdadeira. Tão real. Ah.. quer saber? Eu odeio tudo isso aqui. Eu odeio viver isso. Eu não gosto desse mundo. E juro... (chorando). Juro que se eu morrer é lucro. Pra mim vai ser só alívio!
-- não fala assim, por favor. não chora que vai borrar sua maquiagem! Você tá tão linda.
-- eu amo de verdade e dói muito viver. Eu não dou conta disso aqui!  (chorando muito)
-- espera mais dois anos que eu vou cuidar de você. Dois anos, amor! Por favor, confia em mim. Eu nunca vou deixar você. Nunca.


Nenhum comentário: