umapausa

umapausa

segunda-feira, maio 13, 2013

e vontade de chorar para inundar os perto
deixar molhado para cultivar flores
forçar a barra para ver bonito
 esquecer da dor de ser pra dentro

e vontade de chorar para limpar o peito
 deixar ir embora essa fuligem torpe 
brilhar, talvez, de vermelho sangue
o coração preto que viveu verdades

chorar até secar os poços. pra ver se endurece este errado coração fadigado de ser mole.

Nenhum comentário: