umapausa

umapausa

domingo, maio 19, 2013

não autossuficiência

é domingo, sensível, e estou cansada de tanta soltura desprego lonjura frieza afasto independência modernidade pessoas semi-deuses etc.
quero abraços fortes, carinhos longos, conversas grandes e muito apego. quero pregar nas pessoas. ser uma parasita. negar esse costume comensal  e cínico, assumir o mutualismo com muita intensidade. quero confessar que preciso de você. quero dizer que sem você e sem você e sem você não tem graça. e que sou o quê sem pessoas. e que ausências me machucam. e que soltura me irrita. estou em busca de pessoas dependentes. de pessoas grudentas. de uma vida cercada. que me aperta. que não some. que me viva.

4 comentários:

Lorena Passos Camargo disse...

Mto bom!!!

luna disse...

valheu, lorenazinha =)

AURIELE MORAES disse...

seu blog sempre perfeito e intenso! amei este texto do "apego"! rs

luna disse...

obrigada, Auri! fico emocionada quando meus vômitos letrais tocam alguém! hehe. <3