umapausa

umapausa

quinta-feira, dezembro 19, 2013

desculpe já cedo

desculpe pelo vento que abro janelas. desculpe pelo resto do oco. desculpe pelas vozes que saem de monte. desculpe pela mancha de saudade. desculpe pela ostentação de querer. desculpe pela humildade de ficar. desculpe pelo alarde de ontem. desculpe por fazer você hoje. desculpe se me esqueci. desculpe pelo preço que não pago. desculpe pelo telefone na cara. desculpe por ter ficado mais tarde. desculpe por nascer tão pra dentro. desculpe por querer morrer pra fora. desculpe por fazer você um circo. desculpe se me visto de palhaça. desculpe se reclamo muito cedo. desculpe se solto sincero. desculpe pelas palavras tortas e queimadas. desculpe pelo cérebro de macaco. desculpe pelos bares não idos. desculpe pelas festas desfeitas. desculpe pelo presente usado. desculpe pelo meu eu corrompido. e desculpe mais ainda, acima de tudo, além do século, por ser tão mimada.