umapausa

umapausa

domingo, março 29, 2015

sobre intensidade

sei muito bem que é uma viagem. mas você não entende noite adentro com várias garrafas de vinho e unhas vermelhas. uma papo silenciosos de vontades e um cigarro completamente acesso. você não entende que eu não sei digerir bem saudade,  aí eu lambo e chupo até acabar. sumir. e produzir talvez assim, outra saudade.
as coisas parecem desconexas e súbitas, mas foi tudo copiosamente planejado. era meu senso de ridículo mandando alertas ofuscados pelo medo enviá-los. a verdade é amarga e nem sempre entra. mas ao passo que cresço, cesso vontade de voar. como se fosse frágil demais ser livre por demanda. porque a liberdade deve ser rotina. tão vivida a ponto de sequer ser sentida. a liberdade deve ser tão normal quanto banal.  o ato além do apenas desejo. eu sei que talvez eu erre opinar nossos obstáculos. mas a intensidade estando aqui comigo, nada será acaso. e de qualquer jeito: será fluído. passará.
são decisões. plataformas de vida. e algumas gavetas.

Nenhum comentário: